Chinatown

É o bairro que abriga a maior comunidade Chinesa no Ocidente. A região tem lojas de artes e antiguidades, restaurantes orientais, galerias e também recebe as festas orientais.

Chinatown, NYC por Machu nair (https://www.flickr.com/photos/61421052@N07/)

Endereço: 
Chinatown, Manhattan, New York City, New York

Chinatown é um bairro no Lower East Side de Manhattan, lar da maior comunidade Chinesa no Ocidente e onde é possível conhecer um pouco mais sobre a cultura oriental, encontrar alguns dos melhores restaurantes de comida chinesa em Nova York e fazer passeios que remetem às tradições e aos costumes da China. A vivacidade e o clima diferenciado do local fizeram com que ele rapidamente conquistasse o gosto popular, se tornando um cenário comum em filmes e programas de televisão, além de um ponto turístico imperdível para quem está visitando a cidade.

A região tem lojas de artes e antiguidades, restaurantes orientais, galerias e também recebe as festas orientais. A característica mais marcante de Chinatown é o fato dos moradores conseguirem manter vivos os idiomas e costumes orientais.

História

Segundo dados históricos, os primeiros imigrantes chineses chegaram em Nova York ainda no final do século XIX, e começaram a se mudar para a região de Chinatown pelo fato desta ser uma vizinhança menos nobre, já tradicionalmente habitada por imigrantes da Itália, que formaram a Little Italy nos seus arredores.

Contudo, por muitos anos o local teve poucos imigrantes chineses, algo que só começou a mudar após o final da Segunda Guerra Mundial, com o Ato de Imigração de 1965. Através desse ato, o governo dos Estados Unidos removeu uma série de restrições de imigração para cidadãos asiáticos, o que motivou a chegada de um grande fluxo de imigrantes da China e de Hong Kong em Nova York.

Portanto, durante as décadas de 70 e 80, o local cresceu de forma impressionante, se expandindo inclusive para uma parte da Little Italy. Com o passar dos anos, centenas de lojas e restaurantes de temática chinesa foram abertos nessa vizinhança, criando assim uma das maiores comunidades chinesas fora da China. Tudo isso fez com que a região se tornasse em 2010 um dos registros históricos da cidade.

O que fazer em Chinatown?

Para conhecer Chinatown, o ideal é fazer uma caminhada por suas ruas, ver os produtos exóticos dos Chineses, sentir seus aromas e apreciar suas cores.

Mott Street é considerada a principal rua e coração de Chinatown. É legal caminhar na Mott Street entre a Canal Street e a Park Row. A Canal Street também é uma importante rua de Chinatown, cheia de camelôs vendendo bolsas e relógios falsos. A terceira rua mais interessante é Orchard Street.

Os turistas que visitam essa vizinhança podem aproveitar para frequentar ótimos restaurantes de culinária chinesa por preços populares, como é o caso do 456 Shanghai Cuisine, ou ainda a sorveteria Ice Cream Factory, conhecida por seus sorvetes de sabores exóticos e típicos do país asiático. Outro ponto alto da região são as suas lojas de lembranças, souvenirs e artigos diversos que são vendidos por preços inferiores àqueles praticados no restante da cidade.

Além disso, essa região também possui alguns lugares interessantes de se visitar, como o Museum of Chinese in America (MOCA). Focado em contar um pouco mais sobre a história da cultura chinesa nas Américas, o museu possui áreas dedicadas as vestimentas, a culinária e aos costumes locais, tudo exposto em ordem cronológica, o que o torna mais didático e de fácil compreensão.

Por fim, os turistas que passam pelo local não podem deixar de conhecer o Mahayana Buddhist Temple, um dos maiores templos budistas dos Estados Unidos. Nele, é possível encontrar uma estátua de Buda em uma lótus e um ambiente tranquilo e silencioso em meio a agitação novaiorquina, sendo assim um lugar onde se pode vislumbrar com mais clareza os hábitos e a religião dos chineses.