Chrysler Building

É um dos edifícios mais bonitos do mundo com seus 77 andares, 319 metros de altura e coroa de aço inoxidável que brilha soberana no céu de Manhattan. Dele foram transmitidas as primeiras imagens coloridas de televisão em 1940.

Chrysler Building por Jim Bowen (https://www.flickr.com/photos/jamiedfw/)

Endereço: 
405 Lexington Avenue (esquina com a 42nd street)
Horário: 
O edifício fica aberto em horário comercial. É permitido entrar no lobby, mas nem sempre deixam tirar fotos lá dentro.
Ingresso: 
Gratuito

Chrysler Building é um dos edifícios mais bonitos do mundo com seus 77 andares, 319 metros de altura e coroa de aço inoxidável que brilha soberana no céu de Manhattan. É um dos prédios mais belos e famosos de Nova York. Reconhecido exemplo de Art Déco, foi a primeira construção a ultrapassar os 305 metros de altura e dele foram transmitidas as primeiras imagens coloridas de televisão em 1940.

História

A década de 20 foi marcada por grande progresso industrial, sobretudo no setor automotivo, onde um empresário chamado Walter P. Chrysler se destacou por fabricar carros considerados modernos para aquela época.

Em 1928, a Chrysler Corporation se tornou a segunda maior fabricante de automóveis do mundo e líder industrial nos Estados Unidos com duas novas linhas de carros: Plymouth e DeSoto. Diferentemente de outros empresários do ramo, Chrysler queria ter a sede de sua companhia em Nova York ao invés de Detroit e havia decidido construir um edifício imponente, uma declaração às glórias da era moderna.

As obras foram iniciadas em 19 de Setembro de 1928 e seguiram em ritmo acelerado, sendo feitos 4 andares por semana.

Na época, outros dois prédios eram construídos: o Manhattan Bank, hoje conhecido como Trump Building (40 Wall Street) e o Empire State Building. Sendo levantados na mesma cidade e ao mesmo tempo, iniciaram uma "corrida para o céu", uma disputa para ver qual estrutura seria a mais alta da cidade e, então, do mundo.

O curioso desta competição é que o arquiteto responsável pelo Manhattan Bank, H. Craig Severance, era ex-sócio daquele que construía o Chrysler Building, William Van Alen, o que tornou a disputa ainda mais acirrada entre os dois projetos.

Em Outubro de 1929 a estrutura do Manhattan Bank estava praticamente completa e todos acreditavam que Chrysler havia perdido a disputa. Foi quando Van Alen pôs em prática seu plano secreto: o "vertex", um espiral de aço inoxidável com tamanho equivalente a sete andares estava sendo construído dentro do prédio, no vão dos elevadores.

Num dia tranquilo, em apenas 90 minutos, a ponta metálica foi erguida para o topo do prédio, tornando o Chrysler Building o edifício e a estrutura mais alta do mundo, superando a Torre Eiffel e seus outros competidores. Não havia mais chances de Severance alterar o projeto do Manhattan Bank.

O prédio foi terminado oficialmente em 27 de Maio de 1930 e alguns meses depois, infelizmente, foi desbancado pelo Empire State Building que se tornou, por muitos anos, o mais alto de Nova York.

O que ver

O Chrysler Building foi construído como um símbolo da superioridade e imponência dos automóveis Chrysler e se tornou um dos prédios mais bonitos do mundo.

Em seu topo, tem um espiral de aço inoxidável com arcos brilhantes e janelas triangulares vazadas, semelhantes ao radiador de um automóvel. O metal chamado "Nirosta", foi escolhido por sua capacidade de refletir a luz do sol como o chassi de um carro novo.

Abaixo da coroa prateada, vê-se oito cabeças de águia similares à do capô do Chrysler Plymouth 1929. Depois, os cantos do prédio exibem tampas de radiadores de veículos Chrysler.

Seu lobby é considerado um dos mais belos da cidade, assim como seus elevadores.

Dicas

Para fotografá-lo, o melhor ponto é o observatório do Empire State Building. Vale a pena chegar antes do pôr-do-sol e permanecer até o anoitecer, quando as luzes do "vértex" são acesas.

Endereço:

Chrysler Building
405 Lexington Avenue (esquina com a 42nd street)
De metrô, use as linhas 4, 5, 6 ou 7 e desça no Grand Central Terminal.

Anterior
Chinatown