Guggenheim Museum

Guggenheim Museum é um museu de arte moderna e contemporânea cujo prédio tem um formato único, cilíndrico, mais largo no topo do que na base. A melhor forma de conhecer o Guggenheim é subindo até o último andar de elevador e depois descer suas rampas a pé

Guggenheim Museum por Scott Cawley (https://www.flickr.com/photos/scottcawley/)

Endereço: 
1071 Fifth Avenue (com 89th Street)
Horário: 
Sábado à Quarta-feira, das 10h às 17h45 | Sextas-feiras, das 10h às 17h45 | Nas sextas-feiras, das 17h45 às 19h45, pague quanto desejar | Domingo, das 10h as 17h45
Duração: 
Pelo menos 4 horas
Ingresso: 
Adultos: US$ 25 | Estudantes e Idosos: US$ 18 | Crianças até 12 anos: gratuito

Um dos principais museus de arte moderna e contemporânea do mundo, o Guggenheim Museum se destaca tanto pelas suas obras em exposição, como também pelo seu design inovador e com formato de figuras geométricas, o qual é considerado um dos marcos de arquitetura de Nova York. Todos os anos, o local recebe milhões de turistas interessados em conferir de perto quadros de artistas renomados como Van Gogh, Picasso e Monet.

História

O Guggenheim Museum foi um projeto idealizado pelo magnata norte-americano Solomon Robert Guggenheim, um grande entusiasta de arte moderna e colecionador de um amplo acervo de obras. Em 1937, com o objetivo de levar a sua coleção a um número maior de pessoas, o magnata criou a Fundação Solomon R. Guggenheim, a qual possibilitou que outros admiradores de arte também pudessem conhecer as obras.

Dois anos mais tarde, Solomon decidiu expandir ainda mais o alcance de sua coleção, e inaugurou um espaço aberto ao público no qual seus quadros e obras de arte permaneciam expostos. Contudo, por ser um local pequeno e pouco conveniente para um museu, era necessário construir uma sede planejada especialmente para receber as obras. Assim surgiu a ideia de contratar o famoso arquiteto americano Frank Lloyd Wright para liderar o projeto de construção do prédio do Guggenheim que conhecemos atualmente.

Inaugurado em 1959, o edifício do museu causou certa estranheza entre os nova-iorquinos por ter um formato moderno e diferente de tudo o que já havia sido visto na época. Porém, com o passar do tempo, o design da construção passou a ser muito admirado e considerado como um símbolo das inovações conquistadas durante o século XX, o que garantiu ao local o título de Marco Histórico Nacional dos Estados Unidos.

O que ver no Guggenheim Museum?

Ao iniciar a visita pelo museu, um dos seus pontos imperdíveis é a Coleção Thannhauser, que está localizada no segundo andar do prédio. Essa coleção foi doada ao museu pela família Thannhauser, que era formada por grandes colecionadores de arte que no decorrer de gerações acumularam obras de pintores como Picasso e Van Gogh. Por esse motivo, essa é uma das partes mais disputadas do Guggenheim e um ponto que não pode deixar de ser visitado.

Outra galeria importante é a que abriga a Coleção Kandinsky, no terceiro andar. Nela é possível ter acesso a um acervo amplo e variado das obras desse importante artista russo, que é um dos grandes nomes da arte contemporânea. Durante a visita, ainda é possível dar uma pausa para tomar um cappuccino ou comer uma fatia de torta na cafeteria que funciona dentro do local, chamada de Cafe 3. Como vantagem, o lugar tem uma das vistas mais bonitas de Nova York, pois é bem ao lado do Central Park.