New York Stock Exchange

New York Stock Exchange é a famosa Bolsa de Valores de Nova York, uma das instituições financeiras mais famosas do mundo

New York Stock Exchange por Kārlis Dambrāns (https://www.flickr.com/photos/janitors/)

Endereço: 
11 Wall St, New York, NY 10005, EUA

New York Stock Exchange, conhecida em português como Bolsa de Valores de Nova York, está localizada na Wall Street, o reconhecido centro financeiro da cidade, e é uma das principais instituições financeiras de Nova York, além de ser a maior bolsa de valores dos Estados Unidos. Portanto, os turistas que visitam essa famosa região da ilha de Manhattan não podem perder a chance de passar pelo local e ter um vislumbre do prédio em que grandes transações financeiras são realizadas a cada instante.

História

A cidade de Nova York possui uma instituição financeira mais complexa, similar a uma bolsa de valores, desde cerca de 1790, quando o então secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Alexander Hamilton, identificou que o país precisava disso para lidar com todos os débitos causados pela Revolução Americana. Anos mais tarde, a New York Stock Exchange foi criada, em 1812.

Durante as suas primeiras décadas de existência, a bolsa de valores da cidade funcionava em outro local, até finalmente se mudar para o Financial District, lugar em que se encontra nos dias de hoje, no ano de 1865. Já em relação ao prédio que sedia a instituição, este foi completamente reconstruído no início do século XX, pela Trowbridge & Livingston, de acordo com o estilo arquitetônico neoclássico, criando assim uma construção imponente e grandiosa, que chama a atenção dos turistas que passam por ela.

Desde 1978, o local é considerado como um Patrimônio Histórico Nacional, devido a sua enorme importância dentro da Wall Street e para os Estados Unidos, como um todo.

O que fazer na New York Stock Exchange?

Após ter se juntado à Euronex, a bolsa de valores nova-iorquina se tornou um mercado de capitais pan-atlântico, sendo responsável por realizar as transações financeiras de algumas das maiores empresas do planeta. Desse modo, os turistas que passam pelo local podem entender um pouco mais sobre a história e a grande relevância da bolsa.

Desde o ano de 2001, por questões de segurança, a bolsa deixou de oferecer acesso interno aos visitantes, mas apesar dessa limitação, os turistas que visitam a área externa do prédio, em meio a Wall Street, já conseguem sentir a energia do mercado financeiro norte-americano.

E para aqueles que se interessam pelo assunto, uma boa opção é aproveitar o passeio pelo distrito financeiro e conhecer o Federal Reserve Bank of New York, onde há várias exposições interativas e de fácil compreensão acerca da história da moeda e de como surgiu o sistema financeiro dos Estados Unidos.